terça-feira, 31 de janeiro de 2006

Fanfarras de caserna



Nostálgico, este vosso amigo lembrou-se dos tempos de caserna e das fanfarras das paradas e dos "tatoos" militares no relvado do Estádio Clube de Futebol "Os Belenenses" abrilhantados pelos comentários de Fernando Pessa. Eis uma dessas melodias passadas em rodela circular de vinil preto e não flexível à velocidade de 78 rotações por minuto.

Sit on my face and tell me that you love me
I'll sit on your face and tell you I love you too
I love to hear you oralise
When I'm between your thighs
You blow me away

Sit on my face and let my lips embrace you
I'll sit on your face and then I'll love you truly
Life can be fine if we both sixty-nine
If we sit on our faces
In all sorts of places
And play till we're blown away.

Um abraço sentido do vosso
Mabor, General de Cavaleria

4 comentários:

luis raleiras disse...

Ó Mabor tenha dó. Esta não teve graça nenhuma. Dez flexões já

anti-matrix disse...

Ó Raleiras, deixe-se de merdas: eu achei muita graça à fotografia do Mozart: o homem tocava maravilhosamente e fazia as mulheres suspirarem. Então, sr. Raleiras, está bem assim?

Anónimo disse...

É o Mozart? Olhem que não parece... Se fosse o Bach ainda vá, mas o Mozart?

Anónimo disse...

Aquele dedinho do Mozart a mexericar, ... maroto, maroto...