quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

Sempre os mesmos



Há dias o Correio da Manhã noticiava com grande estrondo que pelo menos um jogador do Leiria terá sido «subornado» (25 mil euros, parece) por um empresário «próximo do FC Porto» em vésperas da final da Supertaça de 2003. O Leiria era um dos finalistas.
Quem era o outro finalista?
O FC Porto.
Hoje, os jornais noticiam que o sr. Pinto da Costa, presidente do FC Porto, foi constituido arguido em mais um dos muitos casos mafiosos chapados nas escutas do Apito Dourado. O jogo em questão é o Nacional-Benfica (2004) e o sr. Costa é suspeito de tentar prejudicar o clube lisboeta em conivência com o empresário António Araújo, o presidente do Nacional, Rui Alves, e o árbitro Augusto Duarte.

Sempre os mesmos, portanto.
Prossiga, drª Maria José Morgado. Livre-nos desta canalhada.

Camillo Alves

1 comentário:

Dominique Lapierre disse...

Quando é que esse bandalho vai preso? Foda-se, estou a começar a passar-me com esta merda toda. O que é que falta para o sr. Costa prestar FINALMENTE contas à justiça?

PS - E tu, ó Sousa Tavares, ganha vergonha nessa cara. Não te bastava teres sido apanhado a copiar e continuas a fazer figuras tristes. Continua a defender a corja de mafiosos que deu cabo da respeitabilidade [e da tesouraria] do teu clube.
Vê se ganhas juízo.