segunda-feira, 30 de Abril de 2007

Pimba na Wikipedia ou The Codfish Wants Garlic!!!


O "Restaurador" não quer deixar de colaborar no desenvolvimento cultural de Portugal e, comprovando a ideia, ficam alguns trechos retirados do excelente meio de divulgação hodierno do saber que é a Wikipedia poupando assim aos nossos frequentadores a maçada da procura.
Sabendo da enorme e necessária ajuda que esta enciclopédia on-line nos dá em todas as áreas do conhecimento, nada melhor que escolher um tema ao acaso e verificar da qualidade da informação. Com o devido respeito, lembrámo-nos do Sr. Pinto de Sousa, 1ºministro, expoente máximo do rigor do ensino no nosso País e, segundo algumas opiniões, um "ganda piroso" e lá fomos ao trabalho. Seguindo uma desajeitada analogia, pegámos no fenómeno artístico cultural "Pimba" e segue o que encontrámos. Obviamente o texto vai na sua versão original, num Inglês mais do que Técnico.

Pimba

Pimba is a Portuguese term used for a variety of popular Portuguese folk solo singers and bands whose songs are frequently driven by metaphors with sexual meanings.
Pimba bands and musicians/singers are deeply influenced by the rural areas of the country and the emigration phenomena which permeated Portuguese society throughout the 20th century.
Pimba music and musicians/groups are seen by some to be inferior to others dedicated to more mainstream genres, although often more popular. They can be said to use the same themes as folklore and target the same audience, though some Pimba singers shun the title and call themselves "poetic" or "romantic artists".
Until the 1980s, the word "pimba" was merely an interjection, generally used to express the accomplishment of an action or an unexpected event. The singer Emanuel used it in his hit song "Nós Pimba" (which translates to "We Pimba", meaning "we do it", as in sexual intercourse), which is a metaphor for the act of having sexual intercourse. In the 1990s, the word was informally coined as an adjective, to identify this kind of music, its sense being quite derogatory, synonymous with tacky.

The so called "King of Pimba" was Emanuel, a musician/singer who emphasizes topics such as love and sex in its strongly satirical songs. The "Queen of Pimba" is Ágata, well-known in Portugal as well in the Portuguese diaspora. There is also the "Prince of Pimba", Saúl, who whilst very young performed the Pimba hit "O Bacalhau Quer Alho" ("The Codfish Wants Garlic" — "bacalhau" (codfish) is a slang word for the female sexual organs and "quer alho", when uttered fast, sounds like a Portuguese taboo word for penis).

Another very popular Pimba artist is Quim Barreiros. He started his career before Emanuel, being one of the first, if not the actual first, documented case of Pimba. In most of his songs, Barreiros makes extensive use of ambiguous words, often with obvious sexual suggestions. One of Quim Barreiros' biggest hits was "A Garagem da Vizinha" (The [Female] Neighbour's Garage), which is a metaphor for the female genitalia, but he is also known for hits such as "Mariazinha", where he asks a woman named Mariazinha to let him smell her "codfish".
Some female singers have shown a lot of success in this kind of music. One of them is Ruth Marlene. Another is Mónica Sintra, famous for songs like "Na minha cama com ela" ("In my bed with her") or "Afinal havia outra" ("After all there was another [girl]"), songs about heartbreak and cheating. Another famous Pimba singer is Claudisabel, who sings "Afinal sou fufa" ("I'm a dyke after all").
Leonel Nunes is widely held as the King of the "alternative" Pimba, as the remote location he hails from influences most of his work, therefore to the urban or suburban listener some of the themes depicted in Leonel's songs might seem unusual, humorous or simply too far-fetched[citation needed].
Another sub-genre of Pimba is Speed Pimba (Pimba played very fast). This style of Pimba was recently created by musicians like Hugo Valente, a well known Portuguese bass guitar player. Valente played in many Pimba bands before quitting in 2005. His comeback in 2006 is an effort to showcase the instrumental prowess and virtuoso style of Pimba musicians, thus downplaying the role of the singer. Many Pimba musicians regard this sub-genre as unappealing and too refined.

Como se vê, muito e boa gente ficou de fora, incluindo o verdadeiro Rei MARCO PAULO, o palhacete TOY ou a deliciosa e finíssima ANA MALHOA ( www.anamalhoaoficialsite.com ), mas o espaço é curto e as contribuições, voluntárias, nem sempre credíveis.
Valeu o esforço e cá fica um grande abraço a todos os artistas
Tawny de Mattos

quinta-feira, 26 de Abril de 2007

Cada cavadela, sua minhoca...



Convenhamos que para a idade e sobretudo com as aflições que vai tendo, o Sr. Engº Pinto de Sousa ao dar duas de seguida parece em excelente forma. No entanto as últimas declarações desta luminária suscitam duas dúvidas:
1. Confundiu o 25 com o 1 de Abril? Não era a primeira vez que o pobre se enganava com datas...
2. Andará a dar ouvidos ao seu ministro Manuel Pinho, uma águia como se sabe?

Ao dizer sem se rir que a ida do aparatchik do PS - e que já o foi do PCP - conhecida marioneta dos interesses de Castela, Pina(nte) Moura para a MediaCapital é "um bom exemplo de uma ética que separa os interesses públicos dos interesses privados" garantiu-lhe a nomeação pela conceituada revista "Mad" para o certame "Melhores Comediantes '07".

O 2º tiro tem também repercussão internacional, e não fosse o respeito que a criatura inspira, ficaria com a impressão de ser um sublinhado pacóvio. Então não é que o José Sócrates se sente honrado por ser comparado com o seu homólogo britânico, um reconhecido malandrim, e orgulhoso de ser o "Tony Blair português"?

Arre, que para saloiadas deste calibre é que não sobra paciência.

Ex toto corde
O Preto da Casa Africana

terça-feira, 24 de Abril de 2007

A liberdade em Santa Comba


Por muito que custe aos pâtegos da União dos Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP), grupúsculo excursionista de quem só ouvimos falar porque Santa Comba Dão existe, aqui do post(o) de comando do movimento das forças desarmadas que é o Vosso "Restaurador", emitimos o comunicado do Sr. vice-Presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão a propósito da autorização para uma concentração de índole nacionalista organizada para Sábado, 28 de Abril, data do nascimento de Salazar.

Os rapazolas do Movimento Nacionalista Terra Identidade e Resistência (MNTIR) dizem que a cousa tem como pressuposto a defesa da criação do Museu Salazar* e, o autarca António José Correia, convicto defensor das mais amplas liberdades que a esquerda parola não aprecia, responde assim à pretensão dos auto-mandatados tutores da Democracia ao permitir o funéreo cortejo:

«Não basta a mera prognose da violência, por parte da autoridade competente, para legitimar a ordem de proibição: é preciso haver factos, ou seja, haver alguma certeza quanto à violência, o que provavelmente só se apurará já no decurso da reunião ou manifestação, tendo em conta que não é crível que os próprios promotores anunciem tal fim no pré-aviso que endereçam às autoridades competentes» e acrescenta que «também não há notícia de anteriores manifestações convocadas pelos mesmos promotores que permitam objectivamente fundar o receio da prática de algum crime durante a manifestação comunicada, ou da filiação ideológica destes assentar na apologia do racismo ou da violência que poderia redundar nessa prática»e portanto «não é razoável limitar o exercício de um direito basilar do Estado de Direito Democrático, como é o direito de reunião ou manifestação, apenas com base numa mera presunção de ocorrência de um crime no decurso do evento».

Ora parece razoável o autarca em não proibir a passeata porque não serão estas demonstrações serôdias a fazer vacilar a Democracia e, até ver, a Constituição estabelece o direito à manisfestacão e reunião.

Do outro lado, durante mais uma patuscada regada com hectolitros do mais puro néctar do Dão (tinto) e paga sabe-se lá por quem, a maltosa da URAP entreteve-se a justificar o festim com a mais forte crítica à patética concentração. No meio da sesta que se seguiu, um dos estrumosos convivas acordou estrumenhado com o que pensou ser o troar dos canhões da Revolução relativamente fascista de 28 de Maio e gritou "Viva Salazar". De repente percebeu que se enganara e que afinal o estrépito advinha de uma flatulenta camarada... Encavacado tentou emendar a mão entoando a "Internacional" e anunciou já haver 10 mil assinaturas recolhidas contra a criação do Museu Salazar. Ou seja, o pavor que Salazar se levante da tumba é ainda maior que a alergia á liberdade e, provavelmete, ao trabalho.
Aos urapes e outros manhosos da mesma estirpe, lembramos que o 25 de Abril não é válido só para quem a sua portentosa e sensata associação entende e, sobretudo que a História não se apaga com um golpe de Photoshop estalinista. Se calhar, em vez de uma mísera fandangada proto-fascista talvez uma Primavera à moda de Praga calhasse melhor no cardápio.

Ex toto corde
O Preto da Casa Africana

* Sobre esta delicada matéria, ver o post de 5 de Março de 2007 "Museu Salazar e a Esquerda atrapalhada..."

segunda-feira, 23 de Abril de 2007

O pequenitates Marques Mendes fica à porta


O pequenitates Marques Mendes, feroz líder da oposição ao governo do Sr. Pinto de Sousa, tentou demagogicamente visitar o Hospital de Estarreja. Tentou mas não conseguiu e aqui fica o relato do episódio em versão curta como o homenzinho:

_ Ora muito bom dia Enfermeira Gertrudes. Posso entrar e ver as Urgências? É para fazer oposição ao Senhor Engenheiro...
- Ó pequenino, eu gostava muito mas isto não é para o teu tamanho. Tens de medir pelo menos um metro e dez.
- Vá lá Senhora Enfermeira. É só um bocadinho...
- Mau, que o pequenito é maçador... Já te disse que não! É para teu bem: desse tamanho ficas com o nariz abaixo das arrastadeiras que estão nas marquesas e se uma delas se entorna ficas com o fatinho de marujo todo cheio de trampa...
- Mas ó Sra Enfermeira e que direi eu aos meus colegas e ao País? tornou o menino um bocadinho enchofrado.
- Olha, não digas nada. Tu ainda por cima és "sopinha de massa" e só dizes patetices... Bem fez o CDS que tem lá um homem a sério, aquele, o Portas. Com esse não goza o Sócrates: são farinha do mesmo saco!
- Mas eu sou licenciado a sério e deputado e até fui presidente da Assembleia Municipal de Oeiras durante 17 anos!
- Ó rapazinho, que belo currículo. Faz assim: pede ao Isaltino que te leve a ver o Portugal dos Pequenitos que aquilo lá é muito bonito e é feito á tua medida - enxotou-o finalmente a enfermeira.

Um recado à aleivosa Gertrudes Barata Ferreira:
Lembre-se enfermeira, que não há rapazes maus e isso de andar sempre a lamber botas a quem vai mandando é falta de cálcio na coluna vertebral...

Uma palavra de consolo para o Luis Marques Mendes, coitadito, do seu
Padre Américo

quinta-feira, 19 de Abril de 2007

Teste de Inglês, mas do Técnico

Isto é um país mesquinho!
Larguem o 1ºministro desta coisa. Que diabo, o Sr. Pinto de Sousa já foi à TV do Estado explicar-se - "Bom, explicar-se é como quem diz..." dirão os mais cépticos ou "Que merda pá, o homem só se enterrou com as justificações e os recibos e a trapalhada das datas e dos certificados e papelada e que é normal um gajo inscrever-se sem fazer qualquer prova basta a palavra e ...", enfim, foi o que se viu e ouviu. A propósito, esperta foi a Judite de Sousa - curiosamente é uma das caras da campanha miserável "Novas Oportunidades" lançada e paga pelo Governo - que foi de férias justamente a tempo de não entrevistar o alegado Engenheiro. Mas prá frente é que é caminho pois que pra trás mija a burra.
Vem esta charla na sequência de brincadeiras de mau gosto com as habilitações académicas do Sr. Pinto de Sousa e com o famiferado teste de Inglês Técnico (não do Técnico / IST, onde qualquer tipo que queira ser realmente Engenheiro como os directores de escolas de condução, se tenta inscrever). Vejam lá esta:



Anda tudo a mangar ou quê? Este não é o teste que o aluno José Sócrates mandou por fax ao tarouco do Arouca.

A benção para todos os que perderam tempo a estudar e que nem a sub-secretários de Estado chegam
Padre Américo

quarta-feira, 18 de Abril de 2007

Todos inocentes, todos iguais



Como resultado de uma digestão complicada ocorreu-me uma série de nomes de gente ilustre que anda por aí com grande tranquilidade. Cá fica o rol enquanto procuro duas Rennie:

CARLOS MELANCIA
JOSÉ LUIS JUDAS
JORGE COELHO
VALENTIM LOUREIRO
TORRES COUTO
ARTUR ALBARRAN
ISALTINO MORAIS
PINTO DA COSTA
JOSÉ BRAGA GONÇALVES
FÁTIMA FELGUEIRAS
DUARTE LIMA
PEDRO CALDEIRA
PAULO PEDROSO
FERRO RODRIGUES
HERMAN JOSÉ
CARLOS CRUZ
JOSÉ VEIGA
ZÉZÉ BELEZA e o sobrinhito MIGUEL
PIMENTA MACHADO
LUIS AROUCA
RUI VERDE
ARMANDO VARA
JOSÉ SÓCRATES

E sem ligação aparente, lembrei-me de um cavalheiro que vai entrando e saindo dos calabouços:
VALE E AZEVEDO

E ainda a lembrança de um homem que por amor foi engavetado:
O SARGENTO LUIS GOMES

Apre, que nunca mais como polvo à lagareiro!

O Preto da Casa Africana

quinta-feira, 12 de Abril de 2007

Substitua-se o Estado



Ao ponto a que isto chegou talvez seja melhor privatizar o Estado e subsitui-lo pela administração de uma grande empresa alemã. Qualquer uma serve. Estou como a minha amiga Marianela Lemos de Freitas: acabava-se a teta e quem não trabukasse, kaput.
Cambada de parasitas pá.

Professor Rakkar

quarta-feira, 11 de Abril de 2007

Três décadas de castigo



Impostos obscenos, desemprego preocupante, crescimento económico minimo, falências, justiça lenta e cega, retoma para as calendas, Estado chupista e ominpresente. Impunidade geral.
Trinta e três anos e muita palheta depois, continuamos a ser enrabados todos os dias.
Mais grave: ajeitamo-nos ao castigo com a docilidade dos bovinos.

Professor Rakkar

Começa a cheirar mal



O shô Sócrates não convenceu um corno.
Falou, falou, falou e disse népia.
Cagou de alto nas explicações que os portugueses queriam ouvir.
Ná.
Assim não vai lá.

Palma Cavalão

Engenheiro Pinóquio visita Portugal



Estava eu a fazer um zapping antes de jantar quando dei com um programa de entretenimento fora de vulgar:
Era o Engenheiro Pinóquio em visita a Portugal!!!

Pinóquio, cuja licenciatura segundo ele não serve nem para limpar o rabo a um cão vadio já que não é reconhecida pela Ordem dos Engenheiros e que, sabendo disso, frequentou o cursilho de Engenharia mais ou menos Civil a preços de saldo e somente para se entreter, deu um show televisivo raramente igualado. O "Restaurador" apurou que se tratou de uma tentativa para entrar directamente para o Guiness como o maior mentiroso do Mundo!
O Dr. Segismundo Fonseca, do Hospital Psiquiátrico Miguel Bombarda afirmou em breve conversa que tal não será possível por entender, e é a sua opinião cliníca, que se trata de um mentiroso patológico e compulsivo e sendo o Guiness uma instituição mais credível - bastante mais, acrescento eu...- que a Universidade Independente ou mesmo que o Governo, não reconhecerá a inscrição do cabrão. Fonseca disse ainda que, com estas características, um gajo destes só é aceite em países de 3ºmundo e sem qualquer espécie de vergonha.

Em todo o caso foi divertido ver o Pinóquio a não responder a nada do que lhe era directamente perguntado, a negar as evidências e a justificar-se sem categoria quando encostado à parede. Ficou no entanto, a sensação que o sacana do boneco é altamente perigoso pois consegue mentir "olhos nos olhos". Gepetto, pai do animal, confidenciou a certa altura que o último gajo que viu actuar a este nível tinha sido o Vale e Azevedo e a esse bem sabemos o que lhe aconteceu.

Depois desta, a convicção firme de que não há rapazes maus saíu fortemente abalada. Ainda bem que o Engenheiro Pinóquio não é 1ºministro de Portugal. Dasse!
Padre Américo

terça-feira, 10 de Abril de 2007

O filho de Hitler

Após demorado e complexo processo de investigação, o "Restaurador" garantiu mais um extraordinário exclusivo:
Adolf Hitler (AH), famoso pelo seu empenho no aprofundamento da democracia, deixou descendência!

A troco de um sortido de amendoas da Niehaus, o reputado genealogista José Almeida Mello, que tinha já estabelecido que o rabeta Castelo Branco era descendente de el-Rei de Portugal, D.Afonso III, garantiu-nos ter provas irrefutáveis que o simpático austríaco depois de algumas "stickadas" em Eva Braun a teria deixado em estado interessante.
Mello, que passou os últimos 23 anos enfiado na Torre do Tombo vasculhando entre baús de bolorenta papelada e objectos pessoais de AH, descobriu indícios que o levaram à fantástica descoberta.
Entre as páginas amarelecidas do manuscrito de Mein Kampf e lingerie em mau estado de conservação, estavam cartas delicodoces em que Eva afirmava ter engravidado e, num outro texto, o Dr. J. Mengele, médico parteiro no Hospital Curry Cabral e amigo pessoal do casal, deixava testemunho que o parto, forçado, se tinha verificado quando os soviéticos fizeram explodir o bunker de Hitler na Chancelaria do Reich.
O resultado, obtido com a prestimosa ajuda do CSI-Miami, depois de testes de ADN ao que restou do bigode de Hitler e a um caracolinho que o bom homem enternecidamente tinha guardado da sua mais que tudo, é finalmente conhecido e abaixo fica a imagem do bébé.

Com a fundada certeza de que não há rapazes maus, deixamos aqui um abraço ao menino
Padre Américo


sexta-feira, 6 de Abril de 2007

Procura-se Presidente da Republica



Alguém sabe onde anda e, sobretudo, o que anda a fazer o Exmo Senhor Presidente da República?

É que com o País mergulhado numa bandalheira só ultrapassada pela anárquica 1ª República - talvez a responsável última pelo aparecimento de Salazar... - seria bom o Prof. Cavaco Silva falar ao Povo que o elegeu.
Tirando a saloia entrevista sobre os picantes indianos e a barracada com o indultado que agora à casa prisional torna, não se percebe o que o PR anda a fazer.
Fica uma nota de memória:
Quando o Engenheiro , com licenciatura reconhecida, Carlos Borrego teve o azar de mandar uma piadola, de gosto duvidoso é certo, Cavaco com o seu reconhecido sentido de humor demitiu-o de imediato apesar do seu (bom) desempenho no Ambiente. E agora com a óbvia falcatrua do seu "protegido" Sócrates não se manifesta? Não sossega os Portugueses?

Ex toto corde
O Preto da Casa Africana

NR.:
O "Restaurador" agradece penhorada e sinceramente ao confrade blogosférico "We have Kaos In The Garden" pela ilustração e recomenda a visita ao seu blog:
wehavekaosinthegarden.blogspot.com

quarta-feira, 4 de Abril de 2007

Carta aberta ao Sr. Engenheiro



Caro Sr. Engenheiro José Sócrates, 1ºministro desta vergonha de País

No caso improvável de nos visitar, veja bem o que esta gente inventa para denegrir o seu bom nome. A inveja é que leva a isto. Ouça, no caso leia, bem: a INVEJA!!!
Gente reles brinca com a sua cédula profissional e diz que Vexa poderá ter comprado o diploma! Como se isso fosse possível numa instituição séria como a Universidade Independente! E não contente com a atoarda, mete o respeitável Dr. Armando Vara, um seu compincha, ao barulho, afirmando que se utilizou do mesmo expediente! Uma miséria, não acha?
Razão tinha o zarolho Camões n'Os Lusíadas - Camões de quem decerto Vexa e o seu séquito de elegantes sábios como o Pinho, o Lino, o Santos ou o Silva*, já ouviram falar - ao terminar assim o poema:

"... Fico que em todo o mundo de vós cante
de sorte que Alexandro em vós se veja,
Sem à dita de Aquiles ter inveja."

Estimado Sr. Engenheiro,
Não é à toa que o sacana do Luis Vaz termina a historieta com "inveja". Já o desditoso bardo topava esta maltosa e só com um olho, hein? Mas fique Vexa ciente que, lá por nos bater aos pontos no seu querido Inglês**, não será isso que nos fará perder a enorme consideração que por si nutrimos e saiba que não nos toca a inveja tal a superioridade que lhe reconhecemos. E também sabemos que aquela mensagem gravada com que Vexa nos brindou com oxfordiana pronúncia na língua do bom e velho Shakespeare por alturas do referendo abortativo não passou de um teste para nos apanhar na nossa incomensurável ignorância.
Teve muita graça Vexa, com aquela do plural de "woman" passar a "womans".... Vexa é quem sabe, sem qualquer dúvida e é exemplo a seguir pelas gerações vindouras.

Deus o guarde por muitos e bons que é de "mans" assim que o País precisa!

O Preto da Casa Africana

* O Silva é o ministro da Agricultura que ,para chatear, usa "póssamos" por troca com a forma mais vulgar mas correcta "possamos". Mas deve ter razão para a troca, já que é ministro desta pocilga
** O Sr. Engenheiro José Sócrates apanhou um 15 a Inglês Técnico lá na afamada UI, instituição acima de qualquer suspeita e de apertado crivo académico

terça-feira, 3 de Abril de 2007

Só sei que nada sei...



A célebre frase terá sido proferida por Sócrates quando perguntado sobre problemas independentes de engenharia civil...


Daqui do seminário onde não há rapazes maus e os intrujões são severamente punidos, segue um abraço

Padre Américo