quinta-feira, 16 de março de 2006

Toiros indultados!

É verdade! Em Mérida, Venezuela, depois de uma corrida brilhante, os “diestros” espanhóis Javier Conde e César Jiménez indultaram um toiro cada um.
Javier Conde perdoou a estocada final a um exemplar de nome “Todomio” e Jiménez a um outro de nome “Presumido”. Ambos obtiveram os máximos troféus simbólicos nos animais que lhes couberam em sorte: para Conde, um bocado de silêncio, duas orelhas e rabo simbólicos e a oferta um “sombrero” de uma aficionada sem cuecas, enquanto Jiménez se limitou a duas orelhas e a um rabo simbólicos.

Em entrevista dada á revista gay mexicana "Trajes de Luces Apertadinhos", Jiménez comentou a sua actuação e prémios conquistados com um eloquente "hum...". O seu apoderado, João Moura, para evitar mexericos, negou firmemente que este comentário fosse lacónico. Por seu turno, o "matador" Javier Conde, cuja capacidade oratória ombreia com a sua destreza com a muleta afirmou em espanholês ao repórter Maurilio do Vale:
- Pois o oponente tinha idade, peso e trapio e por isso rezei por inspiração divina em el segundo tercio. Correu bien e mandei o "Todomio" de volta a su sítio para não fazer má figura quando regressar a Espanha (España no original). Ahora que o Jorge Sampaio tem tempo livre nos intervalos del cine, estoy seguro que irá á Monumental de Madrid e ás fiestas de San Isidro ver-me tourear. Portanto, nada de màs natural que indultar a besta como o Jorge fez a tantos bandoleiros lá de Portugal...

Que grande faena, caramba...
Tawny de Mattos

3 comentários:

Luís Graça disse...

Contem comigo para faenas simbólicas na Praça de Touros do Campo Pequeno, quando inaugurarem o centro comercial.

calouste G. disse...

Trajes de Luces Apertadinhos? Que imaginação meus caros. Entraram em delírio!
Grande abraço

isabelinha disse...

O Sampaio também é toureiro? Vejam lá, poque acho que ele é pensionista.